Como fazer carne de sol
11 de outubro de 2019
Chás diuréticos que ajudam a desinchar
22 de outubro de 2019
Exibir tudo

Erros que podem estragar o seu pudim

Na hora de fazer pudim, todo mundo busca a perfeição! Um pudim brilhante, lisinho e delicioso é o que a maioria quer. Mas, às vezes, podemos cometer deslizes e acabar errando alguns processos da preparação da sobremesa. Então chega de queimar a calda ou quebrar o pudim na hora de desenformar, selecionamos as melhores dicas para você não errar mais e fazer o pudim perfeito que vai conquistar corações! Confira:

Com ou sem furinhos?

Os furinhos no pudim não são um defeito, apenas significam que a massa foi mais aerada. Se você gosta de pudim mais lisinho e sem furos, deve misturar os ingredientes à mão, com um fuê, sem bater muito. E na hora de assar, atenção: o pudim precisa ser assado em fogo bem baixinho, em banho-maria. Dessa forma, ele vai ficar mais compacto e lisinho. Mas se sua preferência é o pudim furadinho, você deve bater bem no liquidificador para entrar ar na massa e assar em alta temperatura.

Calda amarga

Nada mais triste que experimentar seu pudim e na hora vir um sabor amargo na calda, não é? Isso acontece quando o açúcar queima ou simplesmente cozinha demais, além do seu ponto. Para que isso não aconteça mais, desligue o fogo antes de amarelar a calda, ela vai continuar cozinhando com o calor já adquirido e não vai queimar!

Cheiro de ovo

O cheiro de ovo no pudim pode ser um incômodo na hora de degustar a sobremesa, mas tem solução! Basta peneirar as gemas antes de incorporá-las à massa! O ovo possui uma membrana que envolve a gema e que é o que causa o cheiro forte, por isso ao peneirar você elimina esta película e resolve o problema!

Banho-maria do jeito certo

Na hora de assar o pudim, o banho-maria é quase indispensável! Ele garante o cozimento completo da massa e sua cremosidade. Porém, sem a proporção correta, a água pode secar antes do tempo e o pudim queimar! Por isso, esteja sempre atento à quantidade de água que tem na forma: o ideal é que seja 2/3 de água. E se ainda assim secar, adicione água quente novamente!

Sem crosta

Sabe aquela crostinha de textura estranha que às vezes se forma no pudim? Basta cobrir a forma com papel alumínio que isso não vai mais acontecer!

Desenformar o pudim sem quebrar

O pior erro que pode acontecer quando se prepara um pudim é quebrá-lo ao desenformar. Depois de ter feito tudo, ninguém quer perder a sobremesa assim, certo? Para que isso não aconteça mais com você, basta prestar atenção em três dicas: use uma faca sem ponta para evitar que crie rachaduras na estrutura do pudim! Você deve passá-la delicadamente nas bordas do pudim para soltá-lo. Além disso, é fundamental que o pudim esteja gelado, pois a alta temperatura, quando ele sai do forno, faz com que ele fique menos consistente, por isso quebra. Outro passo essencial é levar a parte de baixo da forma ao fogo por alguns minutinhos, para que a calda derreta e não grude no fundo!

Fonte: Tudo Gostoso

Wilian Sales
Wilian Sales
Especialista em desenvolvimento de sites, lojas virtuais e sistemas. Faço parte da equipe que compõe a empresa Sales Publicidade. Atuamos em diversas áreas destinada ao Marketing. Faço publicações de artigos em blogs e nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image

%d blogueiros gostam disto: