Diferença entre filtros de café de papel ou permanente
11 de janeiro de 2019
Como bater claras de ovo
31 de janeiro de 2019
Exibir tudo

Como evitar os erros comuns de cozinhar arroz

Cozinhar arroz deve ser automático, não é algo que você tem que descobrir cada vez. Para ajudar a agilizar o processo, compilamos uma lista de erros comuns de cozimento de arroz que podem estar no caminho do objetivo de fazer arroz perfeito todas as vezes. Vamos discutir cada problema na ordem do processo de cozimento, em vez de quão importante é cada um.

01 – Mergulhar ou enxaguar o arroz

O ato de enxaguar ou mergulhar o arroz antes de cozinhar é o maior erro, porque nenhum deles terá um efeito agradável no alimento pronto quanto alguns dos erros listados abaixo. O arroz ficará mais pegajoso. O enxaguamento do arroz branco elimina muitos dos seus nutrientes, juntamente com parte do excesso de amido.

2- Cozinhar na água sem sal

A água sem sal é um erro comum aqui. O ideal é que você cozinhe seu arroz usando algum tipo de caldo ou tempero natural (alho e cebola), mas se isso não estiver disponível ou não for sua vontade, no mínimo, não se esqueça de salgar sua água. Duas colheres de sopa de sal misturadas na água deve resolver esse problema. Uma colher de sopa de azeite na água água também funciona, e ajudará a evitar que o arroz fique grudado.

3- Seguir uma receita ao extremo

Normalmente em situações comuns do lar, para ter um arroz perfeitamente cozido é utilizando 2 copos de água para cada copo de arroz, deixando cozinhar por um determinado período de tempo, o tamanho do copo ou da vasilha, é determinada pela quantidade de arroz que deseja fazer.

Mas existe muitas formas de se fazer arros, a pessoas que usam tampas selando a panela no que resulta em pouca evaporação, porque pouco vapor pode escapar. Isso significa que você precisa de menos água para cada xícara de arroz cru. Uma tampa apertada pode uma tampa pesada (como uma panela de ferro fundido) ou uma junta de borracha (panela de pressão).

Mas, é claro, não há receita de arroz no mundo que possa levar em conta todos os tipos possíveis de utensílios de cozinha. Assim, cada receita, incluindo as instruções de cozimento na embalagem de arroz, é, na melhor das hipóteses, uma aproximação do resultado esperado.

Observe também que, embora o arroz integral precise de um tempo de cozimento mais longo do que o arroz branco, talvez não seja necessário mais água. Novamente, como a evaporação é controlada, o tempo de cozimento depende da taxa de absorção do arroz.

4- Fervendo o Arroz

O segredo aqui é cozinhar e não ferver o arroz. Se a água ferver muito rápido fará com que a água evapore mais rapidamente, e a agitação violenta também irá estimular amidos adicionais do arroz, tornando-o mais pegajoso. O cozimento corresponde a uma temperatura da água de 180 F a 205 F, produzindo bolhas pequenas e suaves, em oposição a uma fervura violenta, em alto grau de ebulição. Em muitos casos, isso é conseguido fazendo com que a água ferva completamente e, em seguida, abaixando chama do fogo, para a configuração mais baixa do queimador (embora os intervalos e outros fatores variem).

5- Removendo a tampa

Abrir a tampa para verificar o cozimento ou ver quanta água é deixada no pote é bem-intencionada, mas não é muito prudente. Você também pode ser tentado a remover a tampa para mexer o arroz enquanto cozinha, o que é totalmente desastroso e poderá transformar seu arroz em papa de amido.

Mexer o arroz enquanto ele cozinha é um dos principais erros. No entanto, se você se lembrar de nunca remover a tampa durante o cozimento, não há como mexer acidentalmente.

Uma vez que você tenha estabelecido o volume adequado de água e tempo de fervura , você nunca mais terá que espreitar sob a tampa novamente. Quando o cronômetro dispara, você pode desligar o fogo com segurança e prosseguir para a próxima etapa.

6- Não Afofar o Arroz

Amassando o arroz permite que o excesso de vapor preso no arroz para escapar, que de outra forma continuaria a aquecer o arroz e, finalmente, cozinhá-lo demais. Ao invés de amassar o arroz é melhor simplesmente separar os grãos uns dos outros com os dentes de um garfo ou escumadeira. Uma colher de pau pode não ser uma boa escolha, por esmagar ou quebrar os grãos, então um garfo com dentes longos, até mesmo um garfo de carne, funcionará melhor.

 

Wilian Sales
Wilian Sales
Especialista em desenvolvimento de sites, lojas virtuais e sistemas. Faço parte da equipe que compõe a empresa Sales Publicidade. Atuamos em diversas áreas destinada ao Marketing. Faço publicações de artigos em blogs e nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image

%d blogueiros gostam disto: