Dicas para quem vai reformar a cozinha
10 de agosto de 2018
Vício em comida pode ser a causa da obesidade
12 de agosto de 2018
Exibir tudo

As maneiras de manter a comida segura

Há um velho ditado em inglês: “Comida cozida com paixão e servida com amor tem um gosto divino”.  Todos os entusiastas de alimentos (como você e eu) estão bem conscientes de que a alma de qualquer boa receita reside na combinação certa de temperos e ingredientes naturais frescos. Mas às vezes podemos sentir falta de um ingrediente ainda mais importante enquanto cozinhamos alimentos, e que, na maioria das vezes, interfere na essência de nossa receita. Sim, estou falando de segurança alimentar e higiene. É preciso ter muito cuidado ao manusear alimentos e manter o mais alto nível de higiene e segurança alimentar em nossa cozinha e em casa.

A contaminação de alimentos pode ocorrer em qualquer estágio, seja colheita, processamento, preparação, armazenamento ou transporte. As doenças transmitidas por alimentos são frequentemente comuns onde são usados ​​baixos padrões de higiene. De acordo com dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde, todos os anos, a doença transmitida por alimentos faz com que quase uma em cada dez pessoas fique doente. Essas doenças podem ser mortais, especialmente em crianças.

Existem algumas regras básicas a serem seguidas durante o manuseio de alimentos:

  • Limpo: Lave as mãos e superfícies com freqüência.
  • Separado: não contamine cruzado.
  • Cozidos: Cozinhe para a temperatura certa.
  • Frios: Leve à geladeira imediatamente.

Limpo: Lave as mãos e superfícies com freqüência.

Deve-se lavar bem as mãos com sabão antes de entrar em contato com a comida. Isso elimina a transferência de germes de suas mãos para a comida. É preciso lavar todos os legumes e frutas com água fria antes de usá-los. Balcões de cozinha e superfícies são os locais chave que, se sujos, podem contaminar os alimentos. Esses locais devem ser totalmente higienizados junto com o equipamento usado para preparar alimentos.

Pessoas que estejam doentes, gripadas ou com alguma virose, deve evitar de cozinhar e manusear alimentos. Esses sintomas não combinam com um ambiente de cozinha e por isso é melhor ficar longe do local de trabalho. Essas pessoas potencialmente podem transmitir a doença para as pessoas que consomem os alimentos servidos em seu estabelecimento. Martin Bucknavage, especialista em segurança alimentar de extensão, diz: “Os patógenos transmitidos por alimentos, como o norovírus, hepatite A e Shigella, muitas vezes são espalhados por trabalhadores doentes para os clientes do restaurante através da comida.” Essas recomendações não são apenas para estabelecimentos de alimentos ou de varejo, mas também para pessoas que cozinham para suas famílias e para aqueles que trabalham em creches ou em instalações para idosos.

Separado: não contamine cruzado.

Para evitar a contaminação cruzada, mantenha alimentos crus e cozidos separados ao armazenar e preparar. Os alimentos devem ser armazenados em recipientes cobertos na geladeira e colocar carnes cruas e aves no fundo da geladeira para que os sucos não contaminem os alimentos nas prateleiras inferiores. Não coloque a carne cozida de volta no prato onde a carne crua estava.

Cozimento: Cozinhe na temperatura certa.

Se você come carne de aves, frutos do mar e carne vermelha, deve tomar cuidado ao cozinhá-los. Eles devem ser cozidos a temperatura certa antes de comer. Para confirmar, insira um espeto no centro da carne e verifique se não há carne rosa. Os sucos devem ficar limpos. Esses são os sinais de carne bem cozida. Caso a carne crua seja consumida, pode levar a intoxicação alimentar.

Nos últimos anos, os microondas estão sendo usadas em nossas cozinhas para cozinhar e reaquecer alimentos. Você pode cobrir sua comida com papel de embrulho de boa qualidade, o que evita que o alimento seque no reaquecimento. Certifique-se de que o alimento reaquecido esteja bem quente e que o vapor esteja saindo dele. Isso significa que você eliminou o risco de bactérias e outros patógenos.

Frios: Leve à geladeira imediatamente.

Se você for armazenar seus alimentos crus na geladeira, envolva-os com um papel para embrulhar alimentos que possa absorver a umidade e evite o gotejamento de sucos e mantenha-os a uma temperatura inferior a 5 graus Celsius. Você pode ajudar a manter sua família protegida de intoxicações alimentares em casa. Temperaturas frias retardam o crescimento de bactérias causadoras de doenças.

Por isso, é importante refrigerar os alimentos de maneira rápida e adequada. Refrigerar alimentos perecíveis dentro de duas horas.

Hábitos alimentares saudáveis ​​e higiênicos podem evitar muitas doenças transmitidas por alimentos. Esses hábitos devem ser inculcados em seu estilo de vida diário e devem ser ensinados às crianças também. São os pequenos passos que percorrem um longo caminho e fazem uma grande diferença no seu bem-estar holístico.

Wilian Sales
Wilian Sales
Especialista em desenvolvimento de sites, lojas virtuais e sistemas. Faço parte da equipe que compõe a empresa Sales Publicidade. Atuamos em diversas áreas destinada ao Marketing. Faço publicações de artigos em blogs e nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image

%d blogueiros gostam disto: